O Canto Infinito do Tincoã

Tenille bezerra

um filme por

Aleluia

Capa do documentário O Canto Infinito do Tincoã

O Canto Infinito do Tincoã

Tenille bezerra

um filme por

Aleluia

Capa do documentário O Canto Infinito do Tincoã
Durante 06 anos a cineasta Tenille Bezerra acompanhou o cantor Mateus Aleluia em uma jornada que atravessa o documentário “Aleluia, o canto infinito do Tincoã”. Pensador inquieto, espírito revolucionário, filósofo e poeta, Mateus Aleluia é um artista que como poucos consegue olhar dentro dos olhos do século. Suas canções são reflexo de uma profunda ligação com a arte de viver. “O sonhador, o homem d’arte, é um anunciador daquilo que há de vir”, ele revela em uma das cenas do documentário que atravessa o início da sua carreira no grupo vocal “Os Tincoãs”, para desaguar na expressão artística atual de Mateus. “O oceano que nos separa também nos une”, assim é que o filme transita entre Luanda e Cachoeira sem fazer distinção dos lugares em um gesto marcante de compor uma geografia íntima, por onde o tempo passeia e a todo momento se bifurca: “estamos falando de 1966, mas basta fechar os olhos que estamos vivendo isso agora”. “Aleluia, o canto infinito do Tincoã” dialoga com o ponto de vista do personagem, suas memórias, criando um imaginário da sua visão de mundo, cuja expressão poética encontra abrigo no trabalho musical, e indo além, revelando um agudo pensador do Brasil nos dias atuais. Financiado pelo Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, da Ancine e do Fundo Setorial do Audiovisual o documentário Aleluia, o canto infinito do Tincoã, marca a estréia de Tenille Bezerra na direção de longa-metragem.

Sinopse

Integrante do trio vocal “Os Tincoãs”, o cantor e compositor Mateus Aleluia desenvolveu sua carreira musical entre Brasil e Angola nas décadas de 1960 a 1980. De volta ao Brasil por volta dos anos 2000 ele retoma o trabalho artístico em uma aclamada carreira solo.

Acompanhando o processo de composição do seu segundo disco, o documentário “Aleluia, o canto infinito do Tincoã” se lança na construção de um imaginário em torno da obra e da vida do artista. Dialética de partidas e chegadas, o filme articula a obra musical de Mateus com sua memória afetiva tecendo uma delicada trama que conecta distintos lugares e temporalidades.

O Canto Infinito do Tincoã

Ficha Técnica

Direção e câmera  |  TENILLE BEZERRA
Produção executiva  |  FABIANA MARQUES, TIAGO TAO
Câmera adicional  |  ALEX OLIVEIRA, BRUNO SAPHIRA, GABRIEL TEIXEIRA, MARINA SARTÓRIO
Montagem  |  TENILLE BEZERRA E IRIS DE OLIVEIRA
Trilha sonora original  |  MAESTRO UBIRATAN MARQUES
Paisagem sonora  |  BETO FERRAZ
Arte  |  RAFAEL TODESCHINI
Design site  |  TIAGO RIBEIRO, ADRIANO MARQUES
Finalização de imagem  |  GRIOT PÓS
Realização  |  SANZALA CULTURAL & TALISMÃ FILMES

Trailer

O Canto Infinito do Tincoã

Diário

Apoiadores do documentário O Canto Infinito do TIncoã